sábado, 17 de maio de 2014



 
Outonal

Caem as folhas mortas sobre o lago;
Na penumbra outonal, não sei quem tece
As rendas do silêncio… Olha, anoitece!
- Brumas longínquas do País do Vago…
Veludos a ondear... Mistério mago...
Encantamento… A hora que não esquece,
A luz que a pouco e pouco desfalece,
Que lança em mim a bênção dum afago…
Outono dos crepúsculos dourados,
De púrpuras, damascos e brocados!
- Vestes a terra inteira de esplendor!
Outono das tardinhas silenciosas,
Das magníficas noites voluptuosas
Em que eu soluço a delirar de amor… 
                                          Florbela


27 comentários:

  1. Que maravilha essa poesia outonal!Adorei! beijos, lindo domingo!chica

    ResponderExcluir
  2. Sua escolha do poema de Florbela é reflexo da sua sensibilidade! Belo e aconchegante é o outono!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi querida Cidinha,
    Que bela imagem do outono, estação tão romântica e nostálgica.
    Florbela tem a poesia na alma, é extremamente sensual nos seus versos.
    E você, sabe fazer as escolhas certas. Parabéns, amiga!
    Um maravilhoso domingo!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Cidinha
    O outono tem a magnitude de deixar tudo em volta com os vários matizes do dourado. Belíssimo poema e perfeita a tua escolha
    Um domingo feliz
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Aí no brasil vive-se o outono e cá em portugal vive-se a primavera,uma época linda cheia de belos e encantadores jardins!! Eu adoro flores e gostei bastante da fotografia que ilustra o poema que aqui colocaste. Fica com deus e boa semana!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  6. Linda trica das folhas....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  7. Segura minhas mãos, sem receios, sem negar ou aprisionar sentimentos que eu tecerei meus versos para desalojar tristezas,
    redimir as mágoas, cicatrizar as dores , afagar minha alma e fazer do coração sede de emoção.
    A sós, atravessaremos o escuro amparados pela ternura deste instante,
    e na magia da alvorada assim florida, caminharemos como almas de flores perfumadas.
    Eloah..
    Deus abençoe sua semana beijos
    no coração carinhos na alma.

    ResponderExcluir

  8. Olá Cidinha querida,

    O Outono traz mesmo um cenário deslumbrante, principalmente através de seus belos crepúsculos. Por outro lado, é uma estação, a meu ver, um tanto nostálgica, mas que convida ao recolhimento e ao aconchego dos amantes.

    Linda a poesia de Florbela. Como sempre, uma bela escolha. A imagem também é inspiradora e linda.

    Semana excelente para você.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  9. Olá,Boa noite,Cidinha
    Prazer em ler as suas belas escolhas,novamente!...Florbela , que tanto amou, tornou-se sinônimo do amor sofrido e sem esperança...Outono, é um tempo de recomeçar, um tempo de introspeção e nada melhor que ler Florbela Espanca...
    Obrigado pelo carinho,bela semana,beijos!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. OI CIDINHA!
    ADORO OS VERSOS DE "FLORBELA", ESCOLHESTE MUITO BEM.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Poema doce como você Cidinha...
    Beijo, luz, vida e amor!

    ResponderExcluir
  13. Genial, Cidinha! Que belo texto, e que bela imagem! Boa semana, amiga; obrigado.

    ResponderExcluir

  14. Cidinha,

    Linda poesia!
    Lindo blog!
    Mineira?
    Eu sabia! Amo Minas!

    Linda semana!

    Bjksss

    ResponderExcluir
  15. Lindo poema, sempre excelentes escolhas minha amiga.
    Peço desculpa da minha ausência mas tenho andado um pouco atrasada com as minhas visitas aos amigos virtuais, o tempo tem sido pouco e não dá para tudo o que gostariamos de fazer.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  16. Cidinha,

    mudei de espaço e se desejar me visitar poderá me encontrar em

    www.euflordealfazema.com

    O Infinito foi excluído de vez...

    ResponderExcluir
  17. Lindo , deu ate para sentir o cheiro das folhas ,sentir o vento, e o calorzinho do sol bjs

    Tem um sorteio rolando no meu novo blog, quero muito quer voce participe
    http://lojatricoecompanhia.blogspot.com.br/2014/05/sorteio.html
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Temos que alimentar sempre nossos sonhos,
    e nossa esperança.
    A cada dia deixar escrito um pouco da nossa
    história vivida.
    Deixar com Deus nosso futuro ,
    e a nossa possibilidade de ser feliz.
    Uma linda e abençoada semana .
    Beijos paz e luz..
    Evanir

    ResponderExcluir

  19. Olá querida,

    Passando para lhe desejar uma deliciosa terça-feira outonal e agradecer sua carinhosa visita.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  20. Que beleza de escolha essa poesia,Cidinha! Faz bem pra alma! bjs,

    ResponderExcluir
  21. Ricos versos outonais, onde a alma fala com toda sua sensibilidade. Florbela, maravilhosa, a encantar.
    Uma escolha primorosa, Cidinha. Grande beijo, querida.

    ResponderExcluir
  22. Oi Cidinha, que lindo! O outono é uma estação maravilhosa!
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  23. A benção de um afago é sempre bem vinda!

    MInha amiga, lhe desejo excelente dia :)

    ResponderExcluir
  24. Bela escolha amiga.Florbela é magnifica.Parabéns pelo Post.Abraços Eloah

    ResponderExcluir
  25. Minha querida Cidinha

    Uma bela escolha a eterna Florbela que eu adoro.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  26. Um abraço bem forte, bem verdadeiro,
    abraço longo, cheio de sentimento.
    Venho deixar meu abraço pelo dia do abraço
    com muito carinho.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  27. Voltei. Reli essa belezura da Florbela e deixo um grande beijo pra você Cidinha!
    Bom domingo!

    ResponderExcluir

Pode comentar!